PROCURADOS

  • Procurado
  • Procurado
  • Procurado
  • Procurado
  • Procurado
  • Procurado
  • twitter
  • Facebook
  • rss
Previsão do Tempo
www.simepar.br

Maconha

MACONHA - Definições e Generalidades

maconha          




Maconha é o nome da droga extraída da planta Cannabis sativa, que tem como princípio ativo o tetra-hidrocanabinol (THC), sendo o principal responsável pelos efeitos desta. Assim, dependendo da quantidade de THC presente (o que pode variar de acordo com solo, clima, estação do ano, época de colheita, tempo decorrido entre a colheita e o uso), a maconha pode ter potência diferente, isto é, produzir mais ou menos efeitos. Essa variação nos efeitos depende também da própria pessoa que fuma a planta e de fato, ninguém é igual a ninguém! Assim, a dose de maconha insuficiente para um pode produzir efeito nítido em outro e até forte intoxicação em um terceiro.

Esta droga pode ser fumada, ingerida e, raramente, injetada. A maconha foi usada como medicamento nos mais remotos tempos, fazendo parte dos espécimes do herbário do Império chinês. Entre os muçulmanos, seu uso como medicamento, foi bastante difundido. O uso medicinal da maconha também aconteceu nos Estados Unidos, sendo praticamente abolido na virada do século XX. Atualmente o uso de alguns dos princípios ativos da maconha, como medicamento, começa a ser rediscutido, pois várias outras substâncias que não têm efeitos alucinogênicos foram identificadas e parecem ser úteis ao tratamento de algumas doenças, como glaucoma e epilepsia.

O cigarro de maconha é feito de folhas secas, talos, brotos, flores e sementes da planta. Apenas a planta fêmea interessa, pois ela é que produz a espiga e a semente. Em um cigarro médio encontra-se 2,5 - 5,0 mg do THC mais ativo.

A maconha apresenta vários sinônimos: liamba, aliamba, diamba, riamba, bengue, birra, dirigio, dirijo, erva, fumo de angola, mato, pango, pito de pango, soruma, manga rosa, rafi, gongo, fuma bravo, maricas, mariguana, marigonga, maruamba, marijuana, namba, cheio, fêmea, jererê, fumo de caboclo ou fumo brabo, lombra, cagonha, ganja e calunda.


maconha


Efeitos

Alguns dos efeitos que o usuário de maconha pode apresentar são:

  • Relaxamento e sonolência;
  • Euforia;
  • Confusão mental;
  • Distorção do tempo e do espaço: (alterações importantes para quem vai executar tarefas que exigem uma boa noção de tempo e espaço como, por exemplo, dirigir);
  • Aumento da frequência cardíaca;
  • Intensa fome;
  • Vermelhidão nos olhos;
  • Boca seca;
  • Sensibilidade à dor praticamente neutralizada;
  • Hipersensibilidade a estímulos sensoriais;
  • Delírio: Manifestação mental, através do pensamento, na qual a pessoa faz um juízo errôneo da realidade, por exemplo: sob ação da maconha uma pessoa ouve a sirene de uma ambulância e julga ser a polícia e que vem prendê-la; ou vê duas pessoas conversando e pensa que ambas estão falando mal ou mesmo tramando um atentado contra ela
  • Alucinação: É uma percepção sem objeto, isto é, a pessoa pode ouvir a sirene da polícia ou ver duas pessoas conversando quando não existe nem sirene nem pessoas. As alucinações podem também ter fundo eufórico ou terrificante.
O uso constante pode ocasionar: apatia, alteração do nível de testosterona circulante (diminuição no número de espermatozoides, efeito reversível com abstinência), prejuízo na memória e consequente interferência na capacidade de aprendizagem, diminuição da resistência à infecções, alterações do pensamento e sentimentos de estranheza.

Referências
BRASIL - Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas Livreto Informativo Sobre Drogas Psicotrópicas. São Paulo CEBRID, 2007

DE PAULA, Kramer. Wilson. Drogas e Dependência Química Noções Elementares. Florianópolis 2001.
Recomendar esta página via e-mail: